Virando uma pessoa qualificada

Para os detentores de passaporte europeu que moram no Reino Unido temos a possibilidade de aplicar para um documento chamado “Qualified person”.

Segundo o governo britânico, aplicar para esse documento nada mais é do que exercer seus direitos de cidadão europeu – como trabalhador, estudante, autônomo ou mesmo alguém que esteja procurando emprego.

No site do Home Office você encontra o Guidance Note (um manual completo) com todas as informações que você precisa para a emissão desse documento, excluindo a necessidade de um intermediário que te cobrará algumas boas libras apenas para preencher os formulários por você.

Em tempos de Brexit (estamos a menos de um ano para a saída definitiva do Reino Unido) ter ~mais~ um documento que te assegure o direito a viver aqui pode ser um negócio e tanto.

O primeiro passo, sem duvida é ler com detalhes o guia que está na internet:

https://www.gov.uk/government/uploads/system/uploads/attachment_data/file/673050/registrationcertificate-03-17.pdf

Para solicitar esse documento, você:

1. deverá pagar uma taxa de £65 (valor atualizado em abril de 2018);

2. Preencher o formulário com caneta preta e em letra maiúscula;

A partir da sétima página do documento acima, você encontra o formulário que deverá ser preenchido – inclusive com informações de como você pode realizar o pagamento da taxa.

As informações que você deverá preencher são dados pessoais, número de documentos, seu National Insurance Number, endereço e se algum familiar está aplicando ao mesmo tempo que você – filhos europeus, por exemplo.

A partir do momento que você se classifica como worker, você deve preencher com todos os dados sobre seu trabalho, contrato, horas, salário e há uma parte onde seu empregador deverá preencher (na página 16):

Há diversas informações que você deverá preencher dependendo do perfil que você se enquadra.

Como eu apliquei como worker, as informações que preenchi foram basicamente essas que mencionei.

O formulário também pergunta sobre benefícios recebidos, sobre antecedentes criminais e quanto tempo você ficou fora do Reino Unido nos últimos tempos.

Junto com o formulário preenchido e assinado, você deverá mandar alguns documentos que servirão de embasamento para a sua aplicação.

⁃ fotografia (tipo de passaporte) – da pra tirar a foto naquelas máquinas que ficam nas saídas dos supermercados, por exemplo;

⁃ Cópia do seu passaporte, driving licence…

⁃ Copia do seu contrato de trabalho e payslips;

Lista de documentos para enviar junto com a sua aplicação

Depois disso, mande pelo Royal Mail – eles sugerem que você pague pelo serviço de rastreamento.

Esse é o endereço que você deverá colocar no envelope:

Caso sua aplicação seja negada, eles devolvem a taxa paga, mas cobram £25 de serviços de administração.

Aqui não utilizamos o formulário impresso, fizemos tudo online e entregamos no serviço de passport return service do nosso borough.

Recebemos os documentos 2 meses depois. Bem rápido, não?

voilà!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s