Crianças e o bilinguismo ‘express’

Assim que desembarcamos, meu medo era grande. Edda com 6 anos nunca havia sido exposta a outro idioma )apesar de nossas inúmeras viagens, ela nunca precisou se comunicar em outra língua até então.

Naquele 2 de maio, lá fomos nós até sua escola. Caminhávamos apreensivas, cada uma em seu silêncio. Suas mãos pequenas tremiam envolvidas pelas minhas.

Após algumas poucas frases com a professora, que deveria ser chamada de Miss, “abandonei” minha menina lá e voltei para casa AOS PRANTOS.

“Como ela vai pedir para ir ao banheiro?”

“E se tiver sede?”

“E se precisar explicar alguma coisa”

Calma, amor. A tranquilidade do Rodrigo me fez respirar fundo e aguardar o relógio marcar 3.30pm. Finalmente poderia ir buscá-la.

Em sua primeira atividade: mal sabia dizer o próprio nome.

Ela havia sobrevivido ao seu maior desafio. Eu também.

Quando escolhemos a escola onde ela estudaria, lemos o Ofsted (que é um relatório de uma auditoria feita em todas as escolas do Reino Unido) e descobrimos que 73% dos alunos da escola não tinham o inglês como primeira língua. Haveria de ter algum falante de português! E tinha! O André foi vital para a sobrevivência da Edda nesses primeiros meses.

Fora da escola, no entanto, era visível a irritabilidade dela ao ser colocada para falar em inglês. Qualquer frase ou comando que eu dava, era motivo para choro e stress. Respeitei seu momento. Afinal, a rotina da escola era puxada. Aulas das 9am até as 3.30pm com duas aulas extras por semana.

Como pedagoga, observei o que aconteceu com a Edda ao adquirir um novo idioma: num primeiro momento, assistir desenhos na TV era difícil. Como “forma de sobrevivência”, escolheu assistir programas que não tinham falas, “Pantera cor de rosa”, “Mr Bean”, “Ziggy e o tubarão” e até Chaplin!

A escrita também foi desenvolvida!

Em determinado momento, ela descobriu que conseguiria usar a opção de “português de Portugal” no Netflix. Mais um passo para se manter viva nessa turbulência de novidades.

A vida foi passando e ela foi descobrindo a quantidade de coisas que conseguiria ter acesso se dominasse o inglês. E assim foi.

À medida que foi ganhando confiança no idioma começou a contar sobre as coisas que aprendia na escola.

Um dia a vi lendo Roald Dahl, outro dia a peguei cantarolando em inglês, sem que ela se dê conta já começa a falar comigo em inglês, algumas vezes ela mesma pergunta em inglês. Outras muitas corrige meu acento!

Outra fato curioso nesse meu laboratório pessoal sobre educação é o que aconteceu com Matemática. Ela ainda não tinha tudo aulas sistematizadas de Matemática (saiu do Brasil depois de recém ter começado o primeiro ano), portanto a relação dela com essa disciplina é em inglês. Assim, simplesmente não consegue fazer contas que não seja usando o idioma local e tem até um pouco de dificuldade para pensar números em português.

Aulas de ciências: investigando!

Portanto, para as mães que estão chegando com crianças pequenas vale a máxima: “calma”.

As crianças têm uma capacidade de adaptação que impressiona! Tudo é novidade… mesmo para ela que mudou para uma escola completamente diferente daquela que ela havia frequentado por anos.

O idioma vem. E vem porque eles aprendem brincando. Vem porque as ligações de suas cabeças estão abertas para receber o maior número de informações que for possível.

4 comentários em “Crianças e o bilinguismo ‘express’

  1. Obrigada pelo relato… Chegamos em Liverpool no início de Outubro e minha filha tinha recém feito 6 anos. A minha preocupação é grande em relação a alfabetização, mas tenho visto progressos. E confesso q apesar de minha filha quase não falar o idioma, nunca a vi tão feliz na escola.

    Curtir

    1. Está vendo, só? Ela chegou com a mesma idade que a Edda, nossa filha mais velha. De acordo com alguns estudos, uma criança pode aprender quantos idiomas quiser! E isso é tão maravilhoso, né? Sucesso para vocês!

      Curtir

  2. Que relato bacana, estamos de mudança para Reading em julho de 2019, temos duas filhas: 8 e 4 anos…nossa maior preocupação é sobre a adaptação delas na escola, idioma e vida social!!

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s