5 pontos turísticos da Londres lado B

É muito louco imaginar que Londres tem séculos de existência e história, narrativas que mexem com o imaginário das pessoas onde cavaleiros e damas, reis e rainhas, batalhas, castelos e palácios são tão reais como eu e você.

Neste contexto histórico e (ao mesmo tempo) turístico, andando pelas ruas da cidade, encontramos numa esquina a Torre de Londres, castelo milenar construído em pedra por William, o Conquistador.

No centro antigo da cidade, andamos por vielas e becos escuros onde um dia Jack vitimou algumas moças na Londres vitoriana.

No mesmo lugar onde vemos o Big Ben, com seu relógio enorme e um sino não menos imponente, está a Abadia de Westminster, as Casas do Parlamento e, perto dali, o escritório onde Winston Churchill desenhava seus planos durante a Segunda Guerra Mundial.

Podemos citar aqui mais uma lista inteira de pontos turísticos amplamente explorados por agências de viagens e guias que querem nos mostrar o máximo da cidade.

Mas existe também muitos lugares longes dos olhos dos turistas que são tão importantes e curiosos como a London Bridge ou a London Eye, e queremos citar nesta pequena lista alguns destes lugares que são o chamado turismo Lado B de Londres.

St. Pancras Old Church

img_6932-effects

A cerca de 6 minutos caminhando a partir da British Library (estação King’s Cross do metrô), fica a St Pancras Old Church, e ela não tem esse nome à toa. Sua história remonta desde o século IV, sendo um dos locais de culto cristão mais antigos da Inglaterra.

Ao lado da Igreja existe um jardim com centenas de túmulos e lápides, a maioria delas acumuladas aos pés de uma grande árvore, em meio às suas raízes. Essas lápides foram removidas quando trabalhadores estavam construindo a linha férrea que passa atrás da Igreja. A paróquia ainda é ativa e a Igreja frequentada todos os domingos. Não deixe de notar a paz, o silêncio e a reverência dentro da capela.

Pub Prospect of Whitby

img_9105

Datado de 1520, este pub é um dos icônicos da cidade, com direito a histórias de fantasmas, piratas e gente famosa bebendo por ali. Do lado de fora, pro lado do rio, existe uma peça de madeira muito curiosa: uma forca – acredita-se que piratas eram enforcados ali.

O chão de pedra tem 400 anos e este pub era chamado de The Pelican, sendo depois também conhecido como Devil’s Tavern (Taberna do diabo) pela reputação do local. Entre os famosos que bebiam neste pub estão Charles Dikens e Samuel Pepys.

Para chegar lá: Estação Shadwell de Overground e caminhar por 10 minutos pelas ruazinhas pitorescas do bairro.

prospect

Sala de Livros Raros na British Library

b950c07c-5f08-43a8-835c-5a579373278b

Se você é viciado em livros assim como nós, vai ficar encantado com a British Library. Com milhares de volumes, sua coleção vai desde selos do mundo todo até manuscritos raros em diversas categorias.

Numa das salas você verá manuscritos de Mozart, Bach (sim, o caderninho de música deles), Leonardo da Vinci, a Carta Magna, Michelangelo, algumas cartas escritas por rainhas e reis, uma vasta coleção de livros de oração de diversas religiões e muito mais. Infelizmente não se pode tirar fotos dentro desta sala.

rarebooks04-s.jpg

O acesso à biblioteca é gratuito e ela fica ao lado de Kings Cross station. Conta com exposições (algumas vezes pagas) e um café onde estudantes passam a eternidade com seus laptops. Não deixe de visitar a lojinha. É imperdível!

Barreiras do Rio Tâmisa

img_7372-1

As barreiras do Rio Tâmisa foram criadas para prevenir marés cheias ou extremamente altas causadas por tempestades. O relatório de Sir Hermann Bondi sobre a inundação dos Países Baixos de 1953 que também atingiu o estuário do rio Tamisa e partes de Londres foi decisiva para a construção da barreira.

Desde sua fundação em 1984, ela já protegeu a cidade de 179 inudações (estatística até outubro de 2017).

Museu Petrie de Egiptologia

img_6908.jpg

Para os fãs de egiptologia, múmias e gatos, recomendamos definitivamente o Museu Petrie. Mais do que o British Museum, este pequeno (mas notável) museu abriga centenas de obras egípcias colecionadas por William Matthew Flinders Petrie, que mais tarde as vendeu para a University College.

Este museu tem uma vantagem: além de ser gratuito, é muito vazio. Portanto, você consegue ver as obras com calma , podendo observar os menores detalhes. Além de vasculhar entre as estantes objetos curiosos como perucas e vidros de perfumes.

petrie

O museu fica dentro da University College of London e a 10 minutos de caminhada do Metro Euston Square. O horário de funcionamento foge ao usual. Fique atento.

Lado B

Quando falamos em Lado B, talvez tenhamos a ideia de que se tratam de coisas de menor valor, ou “piores” numa escala inventada por alguém. Nada mais longe da realidade.

Nossa proposta era mostrar circuitos alternativos, pouco conhecidos dos turistas e que, por isso mesmo, oferecem uma chance a mais de curtir com calma cada atração.

Esta é a primeira parte de uma ideia que temos em publicar circuitos alternativos para quem quer conhecer a cidade além do trivial, óbvio e ululante.

Gostou? Comente abaixo e diga o que você gostaria de ver como roteiro ou algum circuito que você já visitou diferente de todo mundo.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s