Child Benefit

Das coisas que mais gosto de escrever por aqui é sobre crianças e a vida no Reino Unido.

Vemos tantas diferenças em relação à nossa antiga vida que mesmo hoje, 15 meses depois, ainda encontramos pontos de comparação entre como era a nossa vida no Brasil e como era a nossa vida hoje.

Não é surpresa para ninguém os inúmeros benefícios que as pessoas podem receber sendo cidadãos legais – europeus, com visto de trabalho ou com residência.

Você pode ser elegível para receber benefícios diversos, como por exemplo:

House Benefit: o Council onde você mora pode te ajudar com o valor do aluguel, com o valor da Council Tax (uma espécie de IPTU) ou mesmo te oferecer uma casa (desde que você possa ter esse direito). A maioria das pessoas que conheci que moram em casas do Council são refugiados de guerra);

Work Tax Credit: você recebe um valor semanal para ajudar a fechar as contas no azul, se o governo entender que seu salário não é suficiente (geralmente um dos dois do casal precisa trabalhar pelo menos 16hrs na semana, por exemplo);

Child Tax Credit: como falamos em alguns posts atrás, a escola só se torna pública quando a criança faz três anos. Antes disso, se você quiser (ou precisar) que seu filho tenha uma educação formal, precisa matrícula-lo em uma private nursery. Como até o governo sabe que os valores são impraticáveis, há uma ajuda de custo de até 70% do valor. Válido apenas para cuidadores (nurseries ou childminders) registrados no Ofsted.

Jobseeker Allowance: você pode pedir no job centre do seu Borough uma ajuda semanal enquanto procura emprego. O valor é aproximadamente £70 por semana. Além do valor recebido, você recebe consultoria sobre mercado de trabalho, dicas e pode assistir palestras ou fazer cursos.

Existem ainda, alguns outros benefícios, como vários diferentes tipos de auxílio para pessoas com necessidades especiais, “free school meals“, que é quando você não precisa pagar pelo almoço dos seus filhos na Primary ou Secondary school, benefícios para viúvos, um benefício de “emergência” para quando a temperatura da região que você mora estiver abaixo de zero graus celsius….

Mas hoje vou escrever com detalhes sobre como aplicar para o Child Benefit.

Toda a criança que mora no Reino Unido tem direito a receber este benefício. É um valor pago às famílias para custear roupas, brinquedos, alimentação, passeios ou o que mais você achar melhor.

Nossa primeira filha recebe por volta de £20 semanais, a segunda, £13. O valor é depositado mensalmente em uma conta corrente que temos. Com o valor, por volta de £140 por mês, conseguimos usufruir de muitas coisas, pensando que com apenas £10 podemos comprar um par de sapatos ou um conjunto de uniforme com saia, camiseta e meias.

Para iniciar o processo de aplicação, sugiro você entrar no site e consultar todas as informações que tiverem lá:

Child Benefit

Eu segui essas etapas para aplicar:

1. Preencher o formulário com informações como endereço, National Insureance Number, nome e data de nascimento da criança…

https://assets.publishing.service.gov.uk/government/uploads/system/uploads/attachment_data/file/614370/CH2_Child_Benefit_claim_form_internet_05_17.pdf

Formulário que deve ser preenchido

2. É muito importante você não esquecer de mandar a certidão de nascimento e o passaporte (ou o europeu, como no nosso caso, ou o brasileiro onde consta o visto). Precisa mandar os originais mesmo. Mas fique tranquilo. Aqui mandamos os originais e voltaram intactos.

3. Enviar o formulário preenchido para esse endereço:

Endereço para onde deve ser enviado o formulário

4. Eles começam a te pagar em, aproximadamente, 12 semanas;

Aqui em casa aplicamos para o Child Benefit meses depois que chegamos. Com isso, recebemos uma grata surpresa: £480 como retroativo dos meses que elas ficaram sem receber o benefício.

Mais legal do que receber esse valor semanal é saber que há essa preocupação em se oferecer o mínimo para que uma criança viva bem. Esse benefício, somado aos parques, às estruturas das escolas, à promoção de uma infância brincante em espaços públicos, nos faz respirar aliviados com a forma como as meninas se desenvolvem aqui.

img_8830

Boa sorte! 🍀

5 comentários em “Child Benefit

  1. Oi Camila! Pode me tirar uma dúvida? Quando deram entrada no benefício, vcs já tinham o resident card? Porque já me disseram varias vezes que só devo dar entrada DEPOIS que pedirmos o QP e o meu resident, porque se eu pedir antes, dificulta o resident porque o governo quer que estejamos contribuindo para o país antes de “dependermos “ dele. Mas fico pensando, não é depender, uma vez que é um DIREITO da criança. Chegamos há 2 meses e tenho medo de dar entrada neste e isso dificultar nossa vida… pode me dar uma LUZINHA? Obrigada!

    Curtir

    1. Oi, Cris. Ainda estávamos com o FP. Chegamos em março, aplicamos em maio e recebemos em junho (inclusive o retroativo das minhas duas filhas desde que elas tinham desembarcado, o que foi um alívio!). Portanto, fique tranquila. A minha única incerteza é se seus filhos terão direito (caso não tenham algum passaporte europeu). Eles têm passaporte? Mas é o que disse: não tenho certeza. De qualquer forma, você já pode aplicar. Boa sorte!🍀

      Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s